Motorista brasileiro pode dirigir por quase 125 metros sem olhar para a frente

Estudo do Cesvi Brasil mostra como usar o celular ao volante pode interferir na direção

Epitacio Pessoa/Estadão
Epitacio Pessoa/Estadão

Uma pesquisa feita pelo Centro de Experimentação e Segurança Viária (CESVI Brasil) analisou quanto tempo os motoristas brasileiros ficam sem olhar para a pista enquanto trocam mensagens, navegam por redes sociais ou destravam o smartphone.

O levantamento apontou que os participantes do estudo permaneceram entre 0,3 e 4,5 segundos dirigindo às cegas, com um tempo médio de 1,48 segundos para ler e responder uma mensagem. Um motorista que esteja a 100 km/h, segundo o Cesvi, pode percorrer até 125 metros sem estar olhando para a via. Nesse curto tempo, o condutor pode acabar ultrapassando faixas de rolagem, realizar freadas bruscas desnecessárias, passar por cima de buracos e até mesmo provocar acidentes graves.

Outro exemplo de distração ao volante é abrir o Facebook. A atitude, aparentemente inofensiva, faz o motorista brasileiro ficar 3,5 segundos com os olhos no celular, de acordo com o Cesvi. No intervalo, a 100 km/h, o espaço percorrido é de 97 metros.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o uso do celular durante a direção é passível de multa de R$ 293,47 e 7 pontos na carteira. O motorista também pode ser autuado por não dirigir com as duas mãos ao volante, infração que prevê multa de R$ 130,16 e 5 pontos na CNH.

 

Fonte: Jornal do Carro/Estadão